Meu Diário
12/03/2011 04h20
Meu Poema Preferido

Meu poema preferido.

Acho que nunca farei outro com tanta emoção.

Na passagem da minha mãe, e, em sua homenagem, posto-o aqui.

\

heart

\

Argamassa da vida

 

Hoje entendi que saudade não se define!

Sempre soube que doía uma despedida,

cada uma delas, na justa medida!

 

Mas não há medida justa para sentimentos,

cada um tem seu peso,

desespero e destempero.

 

Seu rastro é profundo, inevitável,

a marca deixada: indelével

todas têm seu mistério!

 

Meu coração tantas vezes trincado,\broken heart\

mais que machucado, aos pedaços,

tenta se recompor.

 

A cola a vida oferece:

sempre em forma de prece

argamassa onde entra o amor.

 

Cada lágrima rolada

sedimenta a virada

cujas pás são as mãos do Senhor!

\\heart 

rogoldoni

10 10 2009

T 2 432 908 

 

Publicado na Antologia

"Poemas à Flor da Pele, vol. 4"

Editora Somar Porto Alegre 2011

página 356

 

 


Publicado por rosangelaSgoldoni em 12/03/2011 às 04h20


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr